Topo

EXCLUSIVO-Alemanha quer mais sanções contra Rússia por turbinas da Siemens transferidas para Crimeia

24/07/2017 07h38

BRUXELAS (Reuters) - A Alemanha quer que a União Europeia (UE) inclua mais quatro cidadãos e empresas russas à lista de sanções do bloco por causa das turbinas de gás da Siemens entregues à região da Crimeia anexada por Moscou, disseram duas fontes em Bruxelas.

A UE proibiu empresas de fazer negócios com a Crimeia desde que a região foi anexada pela Rússia, em 2014. A Siemens disse ter evidência de que as quatro turbinas entregues para projeto no sul da Rússia foram ilegalmente transferidas para Crimeia.

Uma fonte diplomática sênior afirmou que a lista de sanções pode incluir autoridades do Ministério de Energia da Rússia e a empresa russa que transferiu as turbinas. Outra fonte informou que representantes dos 28 países membros da UE podem discutir o assunto em Bruxelas ainda na quarta-feira.

O bloco precisa de votação unânime para impor sanções.

(Por Gabriela Baczynska)

Mais Economia