Iraque planeja grande mudança na precificação de petróleo para Ásia

SINGAPURA/DUBAI (Reuters) - O Iraque informou a seus clientes que planeja mudar sua referência de preço para o petróleo de Basra na Ásia para os futuros DME Oman a partir de janeiro, derrubando a média das cotações de Oman-Dubai na Platts', em uma grande mudança na forma como precifica seu produto.

A proposta da comerciante estatal de petróleo SOMO marcaria uma mudança significativa da segunda maior produtora de petróleo da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), para longe de outros membros como Arábia Saudita, Kuweit e Irã, que têm usado avaliações de preços da agência global S&P Global Platts como sua referência há décadas.

Isso lança o desafio de definir preços para mais de 12 milhões de barris por dia de petróleo do Oriente Médio na Ásia, desafiando o papel da Arábia Saudita, maior exportador de petróleo do mundo.

"Em um esforço para perceber o valor intrínseco de nossas exportações de petróleo bruto para a Ásia em consonância com a recente percepção do mercado, estamos contemplando uma mudança da fórmula de preços atual para o mercado asiático", disse a SOMO em uma carta datada de 20 de agosto e enviada aos seus clientes, de acordo com uma cópia vista pela Reuters nesta segunda-feira.

A empresa pediu opiniões de seus clientes sobre o plano até 31 de agosto.

A Bolsa Mercantil de Dubai (DME, na sigla em inglês) disse que não faria nenhuma declaração nesse momento sobre a mudança. A SOMO não respondeu imediatamente a um pedido de comentário da Reuters.

(Por Florence Tan e Rania El Gamal)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos