Bolsas

Câmbio

PIB da construção deve cair pelo 4º ano seguido em 2017, vê Sinduscon-SP

SÃO PAULO (Reuters) - O Produto Interno Bruto (PIB) da indústria de construção civil deve cair pelo quarto ano consecutivo em 2017, disse nesta terça-feira o Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo (Sinduscon-SP).

A entidade piorou a estimativa para o PIB do setor neste ano, passando a prever uma contração de 3,5 por cento, ante expectativa de crescimento de 0,5 por cento. Se confirmada a projeção, a queda acumulada será de mais de 16 por cento desde 2014, alertou o Sinduscon-SP.

"Estamos retrocedendo e a caminho acelerado na direção de uma indústria precária, com uma produção baixa e investimentos em tecnologia restritos a um pequeno grupo de empresas", disse o vice-presidente de Economia do SindusCon-SP, Eduardo Zaidan, em nota.

A indústria de construção civil empregava 2,45 milhões de pessoas em julho e a expectativa do Sinduscon-SP é de que o estoque de trabalhadores caia a 2,26 milhões até o fim do ano.

Segundo cálculos do sindicato em parceria com a Fundação Getulio Vargas, a economia brasileira precisa crescer pelo menos 3,5 por cento ao ano nos próximos cinco anos para que o setor volte ao nível de atividade de 2013, ano que antecedeu a crise.

(Por Gabriela Mello)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos