Bolsas

Câmbio

Reestruturação de carreiras deve gerar economia de R$ 70 bi em 10 anos, diz ministro

BRASÍLIA (Reuters) - O governo federal planeja economizar R$ 70 bilhões em 10 anos com a proposta de reestruturação de carreiras, informou o ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, nesta quarta-feira (13).

A reestruturação de carreiras engloba uma série de medidas propostas para o funcionalismo público, numa tentativa de reduzir os gastos do governo.

Na lista de medidas estão redução de salário inicial dos servidores, Programa de Demissão Voluntária (PDV), redução de jornada, licença incentivada sem remuneração e extinção de cargos públicos.

O governo publicou no Diário Oficial desta quarta-feira a portaria com o início do PDV. O prazo para a adesão dos servidores vai até 31 de dezembro e a expectativa é que 5.000 servidores façam adesão ao plano.

"O governo vai economizar esses recursos (R$ 70 bilhões) que serão necessários em outras áreas", afirmou Oliveira em entrevista coletiva.

As medidas para o funcionalismo público foram anunciadas no mês passado, quando o governo aumentou as metas de deficit primário para este e para o próximo ano.

(Reportagem de Mateus Maia)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos