Defesa dos irmãos Batista leva pedido de habeas corpus ao STJ

SÃO PAULO (Reuters) - A defesa dos irmãos Wesley e Joesley Batista levou ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) nesta sexta-feira pedido de habeas corpus dos donos da JBS , após o Tribunal Regional Federal da 3ª região ter negado os pedidos mais cedo.

Os irmãos são acusados de insider trading, uso de informação privilegiada para lucrar no mercado financeiro. Ambos foram acusados de ganhar vendendo ações da JBS e comprando dólar antes de um acordo de delação premiada em maio, no qual confessaram subornar políticos. A delação, que envolveu o presidente Michel Temer, derrubou as ações da JBS e provocou forte alta do dólar.

Wesley foi preso na quarta-feira pela Polícia Federal e Joesley se entregou à PF junto com o ex-executivo da JBS Ricardo Saud no domingo, em outra ação. [nL2N1LR0KZ]

Os pedidos de habeas corpus tinham sido submetidos ao TRF na véspera.

Segundo os advogados que defendem os Batista, a prisão preventiva de ambos não tem fundamento legal.

(Reportagem de Alberto Alerigi Jr. e Ricardo Brito)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos