Presidente da Ryanair promete que "bagunça" por cancelamentos de voos não se repetirá

DUBLIN (Reuters) - A decisão da Ryanair de cancelar voos pelas próximas seis semanas para enfrentar o problema de férias em atraso da equipe não se repetirá no próximo ano, mas claramente causou danos à reputação, disse o presidente-executivo Michael O'Leary nesta segunda-feira.

A empresa aérea publicou a lista completa de cancelamentos - que disse que agora era menos de 50 voos por dia - e disse que, quando possível, eles foram direcionados para os seus maiores aeroportos onde poderia oferecer aos clientes impactados um maior número de voos alternativos.

"Esta questão não se repetirá em 2018, à medida que a Ryanair volta para um calendário de férias de 12 meses. A Ryanair não tem poucos pilotos - pudemos atender o pico de nossa agenda de verão", disse O'Leary em uma coletiva de imprensa, acrescentando que a interrupção foi uma "bagunça de nossa própria criação".

(Por Padraic Halpin)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos