Preço do carvão coque cai na China em meio a preocupações com excedente

PEQUIM (Reuters) - Os preços das matérias-primas para a produção de aço ampliaram perdas na China nesta segunda-feira, com o carvão coque recuando mais de 5 por cento e o coque atingindo o menor nível em quase dois meses, à medida que algumas unidades reabriam após recentes inspeções ambientais, aumentando as preocupações sobre o excedente, disseram os comerciantes.

Os preços do minério de ferro também caíram, já que o mercado continua preocupado com a fraca demanda de siderúrgicas.

Os futuros mais ativos do carvão coque na bolsa de Dalian caíram até 6,5 por cento no início do pregão de segunda-feira, para 1.137 iuanes (172,06 dólares) a tonelada, o mais baixo valor desde julho. A commodity fechou em queda 3,4 por cento.

Os futuros de coque diminuíram 2,4 por cento, a 2.012,5 iuanes por tonelada, depois de atingir o nível mais baixo desde 31 de julho.

Com feriados nacionais e reunião do Congresso do partido da China aproximando-se em outubro, as usinas começaram a reduzir a produção para reduzir as emissões.

Os futuros de aço fecharam praticamente estáveis, a 3.603 iuanes por tonelada.

    O minério de ferro para entrega de janeiro caiu 0,2 por cento em Dalian, para 468 iuanes por tonelada.

(Reportagem de Muyu Xu e Josephine Mason)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos