PUBLICIDADE
IPCA
1,35% Dez.2020
Topo

Agência de aviação da Europa aconselha suspensão de uso de produtos da Kobe Steel

18/10/2017 10h54

PARIS (Reuters) - O órgão regulador da aviação na Europa aconselhou que os fabricantes de aeronaves suspendam o uso de componentes da Kobe Steel até que sua legitimidade possa ser comprovada, após revelações sobre a falsificação de dados na empresa japonesa.

O movimento da Agência Europeia de Segurança da Aviação (EASA, na sigla em inglês) é outra dor de cabeça para a Kobe Steel, que chocou as indústrias aeroespacial, automotiva, ferroviária e outras com revelações de que tem enviado para clientes alguns produtos com dados falsificados sobre resistência e durabilidade.

"Onde fornecedores alternativos estão disponíveis, é recomendado suspender o uso de produtos da Kobe Steel até que a legitimidade das partes afetadas possa ser determinada", disse a EASA em um boletim de informações de segurança na última segunda-feira.

A agência disse que a preocupação não era suficientemente grave no momento para justificar uma orientação que estabelecesse medidas obrigatórias.

Um porta-voz da Kobe Steel não quis comentar a declaração da EASA.

As admissões que as cadeias de suprimentos da Kobe Steel foram comprometidas, afetando cerca de 500 empresas em todo o mundo, derrubaram suas ações. O escândalo coloca outra ressalva na qualidade de produtos japoneses depois de casos semelhantes, incluindo as montadoras Mitsubishi Motors e Nissan Motor.

"Todas as organizações que podem ter especificado ou usado produtos da Kobe Steel devem fazer uma revisão completa de suas cadeias de fornecimento para identificar se, e quando, os produtos da Kobe Steel foram usados ​​em seus projetos e fabricação de produtos", diz o boletim da EASA.

As duas maiores fabricantes de aeronaves do mundo, Airbus e Boeing, já disseram que estão realizando essa revisão.

(Por Tim Hepher e Aaron Sheldrick)