PUBLICIDADE
IPCA
1,35% Dez.2020
Topo

Economia dos EUA cresce a ritmo modesto a moderado, diz Livro Bege do Fed

18/10/2017 16h17

WASHINGTON (Reuters) - A economia dos Estados Unidos cresceu a um ritmo modesto a moderado em setembro até o início de outubro, apesar do impacto de furacões em algumas regiões, informou nesta quarta-feira o Federal Reserve, banco central norte-americano, ao divulgar seu Livro Bege, acrescentando que ainda havia poucos sinais de aceleração na inflação.

"Apesar do aperto de mão-de-obra generalizada, a maioria dos distritos relatou apenas pressões salariais modestas a moderadas", informou o Fed.

Os furacões Harvey e Irma atingiram o território norte-americano durante o período da pesquisa e terão efeito negativo no crescimento econômico do terceiro trimestre, acrescentou o Fed, embora espere que o impacto seja temporário.

No relatório, três dos 12 distritos do Fed --Richmond, Atlanta e Dallas-- relataram grandes distúrbios com os furacões. A maioria dos contatos na região do Fed de Dallas, que inclui Houston, informou que não esperava uma significativa disrupção a longo prazo.

Em outros lugares, o relatório mais uma vez destacou a principal preocupação do Fed: a falta de evidência de aceleração da inflação, apesar de muitos distritos terem dificuldade em encontrar trabalhadores qualificados.

A escassez foi particularmente aguda na construção, no transporte, na fabricação qualificada e em alguns cargos de saúde e serviços. "Esta escassez também restringiu o crescimento do negócio", disse o Fed.

No entanto, isso não contribuiu para salários mais altos e também houve pouca mudança nos preços de venda, apesar de vários distritos terem relatado aumento dos custos de insumos de fabricação. "As pressões dos preços permaneceram modestas", informou o Fed.