Expansão de empresas da zona do euro se fortalece no fim do ano, mostra PMI

Por Jonathan Cable

LONDRES (Reuters) - O crescimento empresarial da zona do euro está se fortalecendo conforme se aproxima o fim do ano, mostrou nesta quinta-feira a pesquisa Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês), sustentando a decisão do Banco Central Europeu (BCE) no mês passado de anunciar a redução de seu estímulo monetário.

Pesquisas sobre os setores de serviços e de indústria superaram mesmo as estimativas mais otimistas em pesquisas da Reuters, indicando que a expansão é generalizada, com as indústrias registrando o segundo melhor índice na história do indicador.

O PMI Composto do IHS Markit para a zona do euro saltou para 57,5 neste mês, nível mais alto desde abril de 2011 e superando a estimativa de que repetiria a leitura de 56,0 de outubro. Leitura acima de 50 indica crescimento.

"Achamos que havíamos alcançado um pico há alguns meses, então isso é uma surpresa", disse Chris Williamson, economista-chefe do IHS Markit.

O PMI do setor de serviços atingiu a máxima de seis meses de 56,2 ante 55,0 em outubro e contra expectativa de 55,1. Já o PMI de indústria foi a 60,0, de 58,5 no mês anterior e expectativa de 58,3.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos