Rússia segue como maior fornecedor de petróleo da China pelo 8° mês

PEQUIM (Reuters) - A Rússia manteve sua posição de maior fornecedor de petróleo à China pelo oitavo mês consecutivo em outubro, mostraram dados de alfândega nesta sexta-feira.

Os embarques da Rússia em outubro somaram 4,649 milhões de toneladas, ou cerca de 1,095 milhão de barris por dia (bpd), segundo dados divulgados pela Administração Geral da Alfândega da China. Isso é 1,9 por cento inferior ao registrado há um ano, e abaixo do recorde de setembro de 1,545 milhões de bpd.

A Arábia Saudita ficou em segundo lugar, com 1,086 milhão de bpd, alta de 16 por cento frente a outubro passado.

Nos primeiros dez meses do ano, os volumes de petróleo da Rússia cresceram 15,9 por cento na comparação anual, para cerca de 49,65 milhões de toneladas, ou 1,19 milhão de bpd.

A Angola, em terceiro lugar, ofertou 45,3 por cento mais petróleo à China em outubro do que um ano atrás, com 839.840 bpd.

No acumulado de janeiro a outubro os angolanos permaneceram em segundo lugar, à frente da Arábia Saudita, com um total quase 18 por cento maior que no mesmo período do ano passado.

Já os volumes sauditas para a China subiram menos de 1 por cento na comparação anual no mesmo período, para 1,036 milhão de bpd.

(Por Chen Aizhu)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos