Acordo para corte de produção de petróleo pode ir além de 2018, diz Rosneft

SOCHI (Reuters) - Um acordo global para cortar a produção de petróleo pode ser estendido para além de 2018, disse Pavel Fedorov, primeiro vice-presidente da maior produtora de petróleo da Rússia, a Rosneft, nesta segunda-feira, apresentando a estratégia da companhia até 2022.

A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) e outros grandes produtores liderados pela Rússia concordaram no mês passado em estender o acordo de redução de produção até o fim de 2018, com a possibilidade de revisá-lo em junho.

"No geral... esse acordo da Opep obviamente afetará nossas metas de curto prazo... não descarto que ele possa ser estendido", disse Fedorov.

A estatal Rosneft responde por 40 por cento da produção total de petróleo da Rússia.

Ele disse que a produção de líquidos --o que geralmente significa petróleo e gás condensado-- foi estimada em 250 milhões de toneladas até 2022, de um nível ligeiramente abaixo em 2019.

A Rosneft, na qual a BP detém uma participação de 19,75 por cento, vem acumulando ativos no país e no exterior.

(Por Olesya Astakhova)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos