PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Construção e consumo impulsionam crescimento da Alemanha no 1º tri

24/05/2018 07h10

Por Michael Nienaber

BERLIM (Reuters) - Exportações mais fracas seguraram o crescimento econômico da Alemanha no primeiro trimestre, impulsionado unicamente pela construção, investimentos das empresas em maquinário e equipamentos e pelos gastos das famílias, de acordo com dados divulgados nesta quinta-feira.

A Agência Federal de Estatísticas confirmou sua leitura preliminar de expansão de 0,3 por cento no primeiro trimestre sobre os três meses anteriores. Na comparação anual, o Produto Interno Bruto cresceu 2,3 por cento em termos ajustados a preços e ao calendário.

"A economia esfriou, mas isso não significa que a ascensão chegou ao fim", disse Stefan Kipar, do BayernLB, referindo-se ao crescimento de 0,6 por cento do trimestre anterior.

"Ainda é preciso ver se o comércio pode se recuperar como motor do crescimento, especialmente à luz da disputa comercial com os Estados Unidos", disse ele.

As exportações caíram 1 por cento e as importações, 1,1 por cento, no trimestre, o que resultou em o comércio deduzir 0,1 ponto percentual do crescimento total, mostraram os dados.

O consumo das famílias subiu 0,4 por cento, colaborando com 0,2 ponto percentual. Os investimentos em maquinário e equipamentos aumentaram 1,2 por cento, enquanto o investimento em construção saltou 2,1 por cento.