ipca
-0,21 Nov.2018
selic
6,5 31.Out.2018
Topo

Conselho da BRF aprova Parente na presidência-executiva, vai acumular função de chairman

Guga Gerchmann/Folhapress
Pedro Parente deixou o comando da Petrobras no final de maio Imagem: Guga Gerchmann/Folhapress

14/06/2018 19h10

SÃO PAULO (Reuters) - O Conselho de Administração da BRF aprovou nesta quinta-feira (14) a nomeação de Pedro Parente para a presidência-executiva da empresa de alimentos, cargo que ele deve assumir em breve, após ter recebido sinal verde da comissão de ética da Presidência da República.

Essa aprovação era necessária devido à regra que proíbe ex-funcionário público ou de empresa controlada pelo governo de executar atividade considerada incompatível com o cargo anteriormente exercida por seis meses. Parente renunciou à presidência da Petrobras no início deste mês, em desdobramento da greve dos caminhoneiros.

Parente vai acumular a presidência-executiva com a presidência do Conselho de Administração da BRF por pelo menos 180 dias, informou a BRF em fato relevante.

"Caso a comissão conclua pela inexistência de conflito, e tão logo seja informado da decisão, Pedro Parente tomará posse como presidente-executivo global da BRF", disse a empresa.

Logo em seguida, a comissão de ética da Presidência informou em comunicado que Parente poderá assumir "imediatamente" o comando da fabricante BRF, dona das marcas Sadia e Perdigão, por entender que se trata de empresa de mercado "completamente distinto do da Petrobras".

A BRF informou que vai pedir aprovação em assembleia para que Parente acumule as duas funções por um ano, período em que ele priorizará "processo de planejamento estratégico e financeiro, cuidará diretamente da preparação de seu sucessor e liderará o processo de reorganização da companhia, em especial o preenchimento de posições chaves e questões ligadas à sua governança".

Enquanto Parente não assume o controle do dia-a-dia da BRF, o executivo Lorival Nogueira Luz Junior seguirá acumulando a presidência-executiva e a diretoria financeira da companhia. Na reunião desta quinta-feira, o conselho aprovou a criação do posto de vice-presidente global de operações, que será ocupado por Luz quando Parente for empossado.

(Por Alberto Alerigi Jr., com reportagem adicional de Ricardo Brito)

Mais Economia