PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Steinhoff registra US$12 bi em encargos após escândalo contábil

29/06/2018 18h23

Por Tiisetso Motsoeneng

JOANESBURGO (Reuters) - A varejista sul-africana Steinhoff disse que registrou 12 bilhões de dólares em encargos relacionados a irregularidades contábeis descobertas no ano passado, amargando um prejuízo semestral maior.

A baixa contábil é o mais recente revés para a varejista multinacional, que tem lutado para não naufragar desde que revelou buracos em suas contas em dezembro passado, o que a fez perder mais de 15 bilhões de dólares em valor de mercado.

A Steinhoff anunciou 10,2 bilhões de euros (11,91 bilhões de dólares) de encargos relacionados principalmente a lucros, valores de ativos e transações superfaturadas que tiveram que ser revisadas. O valor é 70 por cento maior que os 6 bilhões de euros inicialmente estimados.

As baixas contábeis aumentaram o prejuízo operacional da companhia para 152 milhões de euros nos seis meses até março deste ano, ante 44 milhões de euros no mesmo período um ano antes.

A controladora da Mattress Firm, nos Estados Unidos, e da Poundland, no Reino Unido, adiou a publicação dos resultados em dezembro, quando contratou a empresa de auditoria PwC para investigar práticas contábeis passadas.

A investigação, que deve ser concluída até o final deste ano, revelou que as irregularidades contábeis datam de pelo menos 2015.

"Embora a empresa esteja determinada a chegar ao fundo das alegadas irregularidades contábeis o mais rápido possível, é essencial que a PwC tenha tempo suficiente para conduzir uma investigação completa para determinar precisamente o que aconteceu", disse a presidente Heather Sonn.

(Por Tiisetso Motsoeneng)