ipca
0,45 Out.2018
selic
6,5 31.Out.2018
Topo

Bovespa fecha em alta em movimento de ajuste; cena política mantém volatilidade

12/09/2018 18h18

Por Flavia Bohone

SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice acionário da B3 fechou em alta nesta quarta-feira, em movimento de ajuste após as perdas da véspera, enquanto a corrida eleitoral seguiu ditando volatilidade aos negócios, em sessão marcada ainda por vencimento de opções sobre o índice.

O Ibovespa fechou em alta de 0,63 por cento, a 75.124,81 pontos. O giro financeiro somou 11,3 bilhões de reais.

Apesar ter fechado em alta, o pregão não teve uma tendência única, com o índice oscilando entre queda de 0,21 por cento na mínima da sessão e alta de 1,37 por cento na máxima.

"O curto prazo virou horas e a percepção do investidor tem mudado muito rapidamente à mercê das pesquisas, da cena eleitoral", disse o sócio analista da Eleven Financial, Raphael Figueredo.

Na véspera, após o fechamento, pesquisa Ibope mostrou o candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro, com 26 por cento das intenções de votos no primeiro turno das eleições, ante 22 por cento em sondagem anterior. O levantamento divulgado no site do jornal O Estado de S. Paulo mostrou também o presidenciável mais competitivo nas simulações de segundo turno.

Com as pesquisas ainda mostrando um cenário bastante incerto para as eleições, profissionais de renda variável esperam a continuidade da volatilidade nas próximas sessões.

DESTAQUES

- PETROBRAS PN subiu 2,43 por cento, após cair quase 4 por cento na véspera, ajudada ainda pelo avanço dos preços do petróleo no exterior, a despeito de comentários da véspera do Ministério de Minas e Energia de que o leilão do excedente da cessão onerosa deve ficar para 2019 e depende do próximo governo.

- VALE ON avançou 1,64 por cento, apesar da fraqueza dos preços do minério de ferro na China, ajudando o tom positivo do índice devido ao peso em sua composição.

- ELETROBRAS ON e ELETROBRAS PNB subiram 4,73 e 2,75 por cento, respectivamente, também experimentando um alívio após declínios acentuados na véspera.

- VIA VAREJO UNIT fechou em alta de 1,86 por cento, recuperando-se após cair mais de 5 por cento mais cedo, para a menor cotação do ano, a 12,73 reais. No radar estava o acordo com a AirFox Brasil para o desenvolvimento de solução tecnológica que permitirá pagamento digital do carnê Casas Bahia por meio de aplicativo móvel. O contrato ainda garante à Via Varejo a opção de comprar até 80 por cento do capital social da AirFox em até três anos.

- BRF caiu 3,61 por cento, entre os destaques negativos do Ibovespa, tendo como pano de fundo a informação de que o Ministério Público Federal do Paraná (MPF-PR) quer discutir um acordo de leniência com a empresa e laboratórios investigados por alegadas irregularidades em controles sanitários dentro da operação Trapaça, da Polícia Federal.

(Por Flavia Bohone)

Mais Economia