ipca
-0,09 Ago.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Vice-premiê chinês diz que protecionismo representa "sério risco" para a economia global

12/09/2018 10h37Atualizada em 12/09/2018 12h30

HANÓI (Reuters) - O vice-premiê chinês, Hu Chunhua, pediu nesta quarta-feira a rejeição ao protecionismo e disse que as políticas comerciais unilaterais de alguns países representam um "risco mais sério" para a economia mundial.

As declarações dele vêm em um momento de agravamento da disputa comercial entre a China e os Estados Unidos, que vem adotando medidas amplamente consideradas como protecionistas sob o comando do presidente Donald Trump.

Líderes de nações do sudeste Asiático também expressaram seu apoio a pactos multilaterais em um evento do Fórum Econômico Mundial em Hanói. Mesmo assim, Cingapura sinalizou que não há garantias de que um amplo acordo sobre o maior pacto comercial do mundo, com o qual os países vêm trabalhando com a China, seja assinado até o final do ano.

"As medidas protecionistas e unilaterais de alguns países estão tomando afetam gravemente o regime multilateral de comércio baseado em regras, colocando em risco a economia mundial", disse Hu em Hanói, no Fórum Econômico Mundial da Associação das Nações do Sudeste Asiático (ASEAN).

"Devemos categoricamente rejeitar o protecionismo e o unilateralismo, apoiar firmemente o multilateralismo e defender a economia mundial e o regime multilateral de comércio", disse ele.

Na semana passada, Trump alertou que está pronto para seguir adiante e aplicar tarifas sobre mais 267 bilhões de dólares, além dos 200 bilhões de dólares sobre bens do país asiático que já correm o risco de serem taxados.

Mais Economia