ipca
-0,21 Nov.2018
selic
6,5 31.Out.2018
Topo

Bolsonaro vai a 28%, Haddad a 16% e Ciro mantém 13%, diz Datafolha

20/09/2018 07h13

(Reuters) - O candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro, segue na liderança da disputa pelo Palácio do Planalto, agora com 28 por cento de apoio, mostrou pesquisa Datafolha divulgada nesta quinta-feira, que também apontou o candidato do PT, Fernando Haddad, com 16 por cento, em empate técnico com Ciro Gomes (PDT), que registra 13 por cento.

O levantamento anterior do Datafolha, divulgado na última sexta-feira, mostrava o candidato do PSL com 26 por cento da preferência do eleitorado, enquanto Haddad e Ciro estavam empatados com 13 por cento.

Na nova pesquisa, o candidato do PSDB, Geraldo Alckmin, aparece com 9 por cento, estável ante a pesquisa anterior, e Marina Silva (Rede) com 7 por cento, ante 8 por cento antes.

A margem de erro da pesquisa é de 2 pontos percentuais.

Apesar de ter colocado Haddad numericamente em segundo lugar à frente de Ciro, o Datafolha não mostrou o mesmo salto do petista apontado na terça-feira em pesquisa Ibope.

No levantamento do Ibope, Haddad apareceu isolado em segundo após crescer 11 pontos em relação à pesquisa anterior, chegando a 19 por cento, atrás de Bolsonaro, com 28 por cento, e à frente de Ciro, com 11 por cento.

O Datafolha divulgado na madrugrada desta quinta-feira no site do jornal Folha de S.Paulo mostrou que Alvaro Dias (Podemos) e João Amoêdo (Novo) permaneceram com 3 por cento de apoio, enquanto Henrique Meirelles oscilou negativamente 1 ponto e foi a 2 por cento.

Disseram não saber em quem votar 5 por cento dos entrevistados, e 12 por cento declararam voto em branco, nulo ou em nenhum dos candidatos, segundo o Datafolha.

O Datafolha também pesquisou a rejeição dos candidatos, e apontou que Bolsonaro segue o mais rejeitado pelos eleitores, com 43 por cento, ante 44 por cento no levantamento anterior.

As maiores rejeições a seguir são, pela ordem, de Marina, com 32 por cento (ante 30 por cento); Haddad, com 29 por cento (ante 26 por cento); Alckmin, com 24 por cento (ante 25 por cento); e Ciro, com 22 por cento (ante 21).

Em simulações de segundo turno pesquisadas pelo Datafolha, Ciro é o único candidato que venceria todos os rivais. Em uma eventual disputa com Bolsonaro, o candidato do PDT ganharia por 45 por cento a 39 por cento.

Em outros cenários, Bolsonaro empataria com Haddad, Alckmin e Marina. No caso de uma disputa entre Bolsonaro e Haddad, os dois candidatos aparecem empatados com 41 por cento, enquanto o candidato do PSL fica com 39 por cento contra 40 por cento de Alckmin e teria 42 por cento contra 41 por cento de Marina.

O Datafolha ouviu 8.601 eleitores em 323 municípios brasileiros entre os dias 18 e 19 de setembro.

Mais Economia