ipca
0,48 Set.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Alckmin diz que união de centro é difícil e que eleitor deve optar por voto útil na reta final

25/09/2018 18h06

SÃO PAULO (Reuters) - O candidato do PSDB à Presidência, Geraldo Alckmin, disse nesta terça-feira que uma eventual união de candidatos de centro é difícil e que os eleitores devem optar pelo chamado voto útil na reta final para o primeiro turno do pleito, marcado para o dia 7 de outubro.

"Eu acho difícil que alguém abra mão da sua candidatura, são aspirações legítimas, então acho difícil", afirmou o tucano a jornalistas após caminhada no bairro da Liberdade, zona sul de São Paulo.

"Surgiram várias ideias, de vários partidos, dada a proximidade das eleições, de buscar um denominador, mas essas coisas não são fáceis. Quem vai acabar fazendo na prática é o eleitor. Acho que o eleitor nesses 10, 11 dias vai acabar fazendo aí o voto útil", apostou.

O tucano também disse que, se eleito, buscará incentivar o turismo para aquecer a economia e falou em "abrir os céus" do país, sinalizando que permitirá a entrada de companhias aéreas estrangeiras para operarem no mercado local.

"Vamos abrir os céus do país para tornar as passagens mais baratas e divulgar o Brasil para atrair mais visitantes", disse Alckmin.

“O Brasil tem tudo para ser o campeão do turismo. O país que tem as melhores praias do mundo, montanhas, clima, rios, pantanal, povo hospitaleiro. Infelizmente, nós recebemos menos turista no Brasil todo do que a Torre Eiffel, em Paris. Então, vamos promover o Brasil, promover o turismo brasileiro”, acrescentou.

(Por Eduardo Simões)

Mais Economia