PUBLICIDADE
IPCA
1,16 Set.2021
Topo

Setor de saúde sustenta Wall Street, enquanto bancos recuam antes de esperado aumento dos juros

26/09/2018 12h07

Por Amy Caren Daniel

(Reuters) - As ações do setor de saúde apoiavam Wall Street nesta quarta-feira, apesar de os bancos recuarem antes de um esperado aumento dos juros pelo Federal Reserve, banco central dos Estados Unidos.

Às 12:05 (horário de Brasília), o índice Dow Jones subia 0,19 por cento, a 26.544 pontos, enquanto o S&P 500 ganhava 0,193445 por cento, a 2.921 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq avançava 0,26 por cento, a 8.028 pontos.

As ações financeiras em geral operavam em queda de 0,13 por cento, refletindo os recuos nas ações dos bancos. Apenas o JPMorgan, o Citigroup e o M&T Bank registravam ganhos.

Com um quase certo terceiro aumento de juros e chances de ocorrer uma quarta elevação em dezembro se consolidando após a divulgação de dados robustos sobre a confiança do consumidor na terça-feira, os investidores estão ansiosos para saber se o Fed encerrará oficialmente sua política de afrouxamento monetário.

Alguns analistas esperam uma abordagem mais agressiva, seja no comunicado de política, que acontecerá às 15h00 (horário de Brasília), nas projeções econômicas e de juros, ou na conferência de imprensa do chairman do Fed, Jerome Powell.

"O mercado gosta de permanecer inalterado antes da decisão do Fed, de modo que não tenha uma visão em nenhuma direção e esteja pronto", disse Michael Antonelli, diretor administrativo de vendas institucionais da Robert W. Baird.

"O tema de hoje será a orientação do Fed para o futuro ... o que é importante para os participantes do mercado para que eles possam avaliar para onde vai a curva de rendimento ou como eles acham que o Fed deixará a economia funcionar."

As ações de serviços públicos permaneciam estáveis, enquanto as ações imobiliárias recuavam 0,06 por cento.

Nove dos 11 setores que compõem o S&P 500 eram negociados em alta, liderados pelo setor de saúde, que avançava 0,51 por cento.

A Alexion Pharmaceuticals tinha alta de 5,4 por cento com um acordo para comprar a empresa de biotecnologia de capital fechado Syntimmune por um valor total de até 1,2 bilhão de dólares.

PUBLICIDADE