ipca
-0,21 Nov.2018
selic
6,5 31.Out.2018
Topo

Petróleo Brent toca máxima de 4 anos conforme sanções sobre Irã reduzem oferta

28/09/2018 17h22

NOVA YORK (Reuters) - Os preços do petróleo subiram mais de 1 por cento nesta sexta-feira, com o Brent avançando para uma máxima de quatro anos, conforme as sanções norte-americanas sobre Teerã espremem as exportações iranianas de petróleo, reduzindo a oferta mesmo com o aumento de produção de outros grandes exportadores globais.

Os futuros do petróleo Brent ganharam 1 dólar, a 82,72 dólares por barril. A máxima da sessão de 82,87 dólares foi também a máxima do contrato desde 10 de novembro de 2014. No terceiro trimestre de 2018, o Brent avançou cerca de 4 por cento.

O petróleo dos EUA (WTI) teve alta de 1,13 dólar, a 73,25 dólares o barril. O contrato tocou 73,73 dólares durante o dia, máxima desde 11 julho. A referência norte-americana subiu 5 por cento no mês, mas apenas 1 por cento no trimestre.

Uma nova rodada de sanções dos Estados Unido sobre o Irã, o terceiro maior produtor da Organização de Países Exportadores de Petróleo (Opep), entrará em vigor no dia 4 de novembro.

"O potencial para um choque na oferta por causa do declínio da produção no Irã e na Venezuela irá permanecer (um fator) altista sobre os preços do petróleo, e a segunda rodada de sanções norte-americanas sobre o Irã em novembro irá dar ainda mais suporte a esse sentimento", disse Abhishek Kumar, analista sênior de energia na Interfax Energy.

Washington está exigindo que os compradores de petróleo iraniano zerem suas importações para forçar Teerã a negociar um novo acordo nuclear e para limitar a influência do país no Oriente Médio.

(Por Stephanie Kelly, Christopher Johnson, Meng Meng e Aizhu Chen)

Mais Economia