ipca
-0,21 Nov.2018
selic
6,5 31.Out.2018
Topo

Demanda doméstica por voos da Gol cai 0,5% em setembro; Azul tem alta de 11,7%

05/10/2018 10h37

SÃO PAULO (Reuters) - A Gol informou nesta sexta-feira que registrou queda de 0,5 na demanda por seus voos domésticos em setembro ante o mesmo mês do ano passado, enquanto a Azul reportou alta de 11,7 por cento na mesma base de comparação.

A oferta de voos domésticos da Gol no mês passado avançou 2,4 por cento ante um ano antes. Já a Azul teve alta de 10,6 em sua oferta de voos nacionais no período.

No caso da Gol, com o aumento da oferta e recuo da demanda, a taxa de ocupação em voos domésticos em setembro recuou 2,3 pontos percentuais, para 78,7 por cento. Já a Azul reportou aumento de 0,8 ponto na taxa, para 82,6 por cento.

"Estamos muito satisfeitos com o atual ambiente de demanda no Brasil, que continua melhorando à medida em que nos aproximamos da alta temporada", disse o presidente-executivo da Azul, John Rodgerson, em comunicado.

No mercado internacional, a Gol teve queda de 4,6 por cento na demanda por seus voos em setembro, enquanto a oferta no segmento recuou 2,9 por cento. Já a Azul teve alta de 32,1 por cento na demanda internacional, enquanto a oferta subiu 38,4 por cento.

Com isso, a taxa de ocupação da Gol no segmento internacional cedeu 1,3 ponto percentual, para 73 por cento, e a ocupação da Azul caiu 4,1 ponto, para 85 por cento.

TRIMESTRE

Com os resultados de setembro, a Gol encerrou o terceiro trimestre com alta de 4,2 por cento na demanda por voos domésticos em relação ao mesmo período do ano passado. Já a oferta no período avançou 5,1 por cento, levando a uma diminuição de 0,7 ponto percentual na taxa de ocupação, para 80,2 por cento.

A Azul registrou alta de 14,3 por cento na demanda por voos domésticos no período de julho a setembro ante um ano antes. A oferta na mesma base de comparação subiu 13,1 por cento e a taxa de ocupação avançou 0,9 ponto, para 82,5 por cento.

No segmento internacional, a Gol fechou o terceiro trimestre com queda de 13,5 por cento na demanda e recuo de 6,9 por cento na oferta. A ocupação cedeu 5,4 pontos, para 69,9 por cento.

Já a Azul registrou aumento de 40,4 por cento na demanda por seus voos internacionais no período de julho a setembro ante um ano antes. Na mesma base de comparação, a oferta de voos internacionais da empresa avançou 42,6 por cento, resultando em um recuo de 1,4 ponto na ocupação, para 87,4 por cento.

A Gol divulga resultados trimestrais em 1 de novembro e a Azul deve publicar seu balanço na semana seguinte.

Às 10h32, as ações da Gol exibiam oscilação negativa de 0,08 por cento enquanto os papéis da Azul avançavam 0,6 por cento. O Ibovespa operava praticamente estável, com alta de 0,08 por cento.

(Por Flavia Bohone)

Mais Economia