PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Grupo turco Oyak deve pagar US$795 milhões por unidades da InterCement em Portugal e Cabo Verde

26/10/2018 17h36

Por Tatiana Bautzer e Andrei Khalip

SÃO PAULO/LISBOA (Reuters) - O conglomerado turco Oyak fechou acordo para comprar fábricas da cimenteira brasileira InterCement em Portugal e Cabo Verde por cerca de 795 milhões de dólares, disse uma fonte próxima ao negócio nesta sexta-feira.

A Intercement anunciou a operação de venda das unidades operando com sua marca e a da portuguesa Cimpor nesta sexta-feira, mas não divulgou o valor.

A InterCement, empresa do conglomerado Camargo Correa, comprou a Cimpor há seis anos, e depois do negócio manteve unidades na América do Sul e África, incluindo operações no Egito, Moçambique e África do Sul.

A Camargo vinha considerando um IPO de suas operações na Europa e África, publicou a Reuters em julho deste ano, esperando replicar o sucesso da oferta de ações de sua unidade argentina, a Loma Negra.

Mas o interesse de investidores demonstrou que a Camargo conseguiria obter um preço mais alto numa venda das maiores unidades para um investidor estratégico, acrescentou a fonte.

Uma segunda fonte ligada aos planos do IPO disse que a transação estava enfrentando dificuldades, porque os problemas da economia argentina contribuíram para a queda das ações da Loma Negra esse ano, e também por causa da queda dos mercados acionários na Europa, que dificultava um IPO. A Camargo estava considerando listagens em Lisboa, Londres ou Frankfurt.

“Essa transação faz parte de um esforço de redução de dívida já anunciado pela InterCement e Cimpor, em resposta a condições adversas de mercado na América do Sul, particularmente no Brasil, disse a InterCement em comunicado sobre o negócio.