ipca
0,45 Out.2018
selic
6,5 31.Out.2018
Topo

RD lucra menos no 3º tri, com desaceleração de vendas mesmas lojas e mais despesas

30/10/2018 18h49

Por Gabriela Mello

SÃO PAULO (Reuters) - A rede de farmácias RD teve lucro líquido de 128,8 milhões de reais no terceiro trimestre, um resultado 5,6 por cento inferior ao apurado um ano antes, com desaceleração do crescimento das vendas mesmas lojas e aumento de despesas.

O desempenho operacional medido pelo lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) ajustado ficou praticamente estável na mesma comparação, a 295,25 milhões de reais, enquanto a margem Ebitda recuou para 7,5 por cento, de 8,3 por cento um ano atrás.

De acordo com o balanço, as lojas inauguradas este ano e as unidades em processo de abertura geraram uma redução de 11,6 milhões de reais no Ebitda do terceiro trimestre. A RD abriu 64 novas lojas e fechou outras quatro entre julho e setembro, encerrando o trimestre com um total de 1.768 unidades em operação.

No conceito mesmas lojas, as vendas cresceram 0,8 por cento no período, marcando uma desaceleração em relação ao avanço de 7,6 por cento observado um ano antes e de 2,5 por cento no segundo trimestre. Considerando apenas as lojas maduras, houve retração de 3,2 por cento no terceiro trimestre, ante aumento de 3,5 por cento no mesmo intervalo de 2017.

Ainda assim, a receita bruta consolidada cresceu 10,2 por cento ano a ano, para 3,94 bilhões de reais.

Por outro lado, as despesas com vendas aumentaram 14,5 por cento sobre o terceiro trimestre de 2017, para 735,4 milhões de reais, e as gerais e administrativas subiram 5,6 por cento na mesma base, para 86,1 milhões.

A RD terminou setembro com dívida líquida de 681,5 milhões de reais, um montante 81 por cento superior ao registrado um ano antes. Com isso, a alavancagem medida pela relação dívida líquida sobre Ebitda subiu para 0,6 vez, de 0,3 vez no terceiro trimestre do ano passado.

Em 2018, as ações da RD acumulam baixa de quase 29 por cento.

Mais Economia