PUBLICIDADE
IPCA
1,35% Dez.2020
Topo

Cotações

Wall Street cai, S&P 500 confirma correção

Por Lewis Krauskopf

23/11/2018 17h24

(Reuters) - Os mercados acionários dos Estados Unidos fecharam em queda após uma sessão reduzida pós-feriado nesta sexta-feira, com um tombo das ações de energia diante da fraqueza contínua dos preços do petróleo, e o índice S&P 500 confirmou sua segunda correção de 2018.

O Dow Jones Industrial Average caiu 0,73 por cento, para 24.285, o S&P 500 perdeu 0,66 por cento, para 2.632 e o Nasdaq Composite recuou 0,48 por cento, para 6.938 pontos.

Os três índices caíram mais de 3 por cento na semana, com o Dow industrials e o Nasdaq registrando seus maiores recuos semanais percentuais desde março.

O S&P 500 recuou cerca de 10,2 por cento ante sua máxima recorde de fechamento em 20 de setembro, confirmando que entrou em correção.

O S&P entrou em correção pela última vez mais cedo no ano, após uma alta recorde no fim de janeiro, e caindo mais de 10 por cento no início de fevereiro. Aquela correção durou cerca de sete meses, até que o índice teve uma nova máxima no fim de agosto.

Nesta sexta-feira, o índice do setor de energia do S&P 500 caiu 3,3 por cento, puxado por outra queda nos preços do petróleo, entre temores de excesso de oferta mesmo com os maiores produtores avaliando cortar a produção. Os preços do petróleo caíram cerca de 30 por cento desde o início de outubro.

Ações das grandes petroleiras Chevron e Exxon Mobil caíram 3,4 por cento e 2,7 por cento, respectivamente.

Além de energia, as quedas da Apple e Amazon pesaram sobre o S&P 500, como parte da queda de ações de tecnologia e internet.

"Eu vejo isso como uma continuação das tentativas do mercado de entrar em acordo com o crescimento menor no ano que vem", disse Alicia Levine, estrategista-chefe de mercados na BNY Mellon Investment Management. "O movimento dos preços de hoje é parte dessa história."

(Reportagem adicional de Rodrigo Campos, April Joyner e Medha Singh)

Cotações