PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Reino Unido alerta sobre não acordo do Brexit à medida que May enfrenta oposição no parlamento

28/11/2018 10h50

Por David Milliken e William Schomberg

LONDRES (Reuters) - O governo do Reino Unido intensificou suas advertências sobre um não-acordo para o Brexit nesta quarta-feira, dizendo que isso pode representar um grande golpe para a economia, enquanto o plano da primeira-ministra Theresa May, que possui oposição por parte de muitos parlamentares, pode minimizar este impacto.

O governo disse que, em um cenário que lembra o acordo de maio com outros líderes da União Europeia, a economia cresceria 2,1 por cento menos em 15 anos do que se o país permanecesse no bloco.

Mas a economia seria 7 por cento menor se não houver acordo, disse o governo em um relatório.

As previsões não presumiram mudanças nas regras de migração, mas sim em algumas barreiras não-tarifárias.

O impacto na economia seria maior em 3,9 por cento com base no acordo de maio e 9,3 por cento com base na hipótese de uma migração líquida zero da UE no futuro.

Quase quatro meses antes de o Reino Unido deixar a UE, May está lutando para superar a resistência dentro de seu próprio Partido Conservador e entre outros partidos políticos do acordo selado com líderes da UE no domingo.

O ministro das Finanças, Philip Hammond, disse que nenhuma opção do Brexit seria tão boa para a economia quanto permanecer na UE, mas o plano de May "oferece um resultado que está muito próximo dos benefícios econômicos de permanecer no bloco".

A mensagem do governo provavelmente será repetida pelo banco central da Inglaterra, que deve anunciar suas próprias previsões de curto prazo para a economia às 14h30 (horário de Brasília).