ipca
-0,21 Nov.2018
selic
6,5 31.Out.2018
Topo

Suprema Corte da Colômbia indicará procurador para caso da Odebrecht

30/11/2018 08h35

BOGOTÁ (Reuters) - A Suprema Corte da Colômbia disse na quinta-feira que indicará um procurador especial para liderar uma investigação sobre o pagamento de propinas pela construtora brasileira Odebrecht a autoridades e políticos no país.

A indicação acontece em meio à preocupação de que o inquérito pode ser comprometido devido aos estreitos laços existentes entre algumas autoridades e a companhia.

A Odebrecht está no cerne da Operação Lava Jato, escândalo de corrupção que repercutiu em toda a América Latina. Em acordo de leniência em 2016, a construtora admitiu ter pago propinas em diversos países para obter contratos de obras públicas.

De acordo com a Procuradoria-Geral da Colômbia, a Odebrecht pagou um total de 30 milhões de dólares em suborno no país.

No ano passado, o procurador-geral da Colômbia, Néstor Humberto Martínez, se absteve da investigação porque já havia trabalhado como assessor jurídico para um dos sócios da Odebrecht.

Em seguida, a vice-procuradora-geral María Paulina Riveros assumiu o caso, mas, neste mês, pediu que a corte indicasse um procurador especial depois que um grupo da sociedade civil exigiu que ela também se retirasse e apoiasse uma investigação completamente independente.

"Após considerar justificada a desqualificação da autoridade, a Suprema Corte solicita uma lista tríplice do presidente Iván Duque para que possa designar um procurador especial para agir na documentação de propinas da Odebrecht na Colômbia que a vice-procuradora-geral estava investigando", disse a corte no Twitter.

(Reportagem de Julia Symmes Cobb)

Mais Economia