PUBLICIDADE
IPCA
1,35% Dez.2020
Topo

Cotações

Petróleo avança 8% após grandes perdas; temores econômicos ainda preocupam

26/12/2018 18h45

NOVA YORK (Reuters) - Os preços do petróleo dispararam nesta quarta-feira (26), registrando seu maior ganho diário em mais de dois anos, recuperando algum território após as grandes perdas que levaram as referências para mínimas desde 2017.

Tanto a referência do petróleo dos Estados Unidos quanto a do Brent subiram cerca de 8%, seu maior avanço diário desde 30 de novembro de 2016, quando a Opep assinou um acordo de cortes da produção.

Não está claro se os preços estenderão as altas depois que as negociações ganharem volume com o começo do ano novo.

Os preços do petróleo têm estado ligados a uma ampla fraqueza do mercado, já que a paralisação do governo dos EUA, o aumento das taxas de juro norte-americanas e a disputa comercial entre Washington e Pequim deixaram os investidores nervosos e exacerbaram os receios sobre o crescimento global.

"O mercado ainda está preocupado com a demanda", disse Bernadette Johnson, vice-presidente de inteligência de mercado na DrillingInfo.

A liquidação "não sinaliza força ou confiança na demanda, mas nós ainda fomos muito longe muito rápido. Ainda acreditamos que US$ 45 é muito baixo."

Os futuros do petróleo dos EUA (WTI) ganharam US$ 3,69, ou 8,7%, a US$ 46,22 o barril. Apesar da alta do dia, a referência recuou quase 40% desde que fechou em uma máxima de US$ 76 em outubro.

Os futuros do petróleo Brent subiram US$ 4, ou 8%, para US$ 54,47 por barril. No começo do pregão, a referência global tocou US$ 49,93, sua mínima desde julho de 2017.

(Por David Gaffen; Reportagem adicional por Jane Chung e Naveen Thukral)

Cotações