PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Simone Tebet deve presidir CCJ, diz presidente do Senado

06/02/2019 19h59

Por Maria Carolina Marcello

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), disse nesta quarta-feira que a senadora Simone Tebet (MDB-MS) deve ser a indicada pela bancada emedebista para presidir a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa.

Importante órgão colegiado, a CCJ é responsável por uma primeira análise da admissibilidade e constitucionalidade de propostas legislativas.

“A CCJ vai ficar com o MDB”, disse o presidente da do Senado a jornalistas. “O partido está consolidando, pelo que o senador Eduardo Braga (MDB-AM), líder do partido, disse na reunião da bancada, da possibilidade da senadora Simone Tebet ser a indicada da bancada do MDB.”

Simone disputou, dentro da bancada, a indicação do partido para a presidência do Senado. Os emedebistas acabaram decidindo por Renan Calheiros (AL), que desistiu da candidatura nos últimos momentos, diante da resistência que enfrentava, e Alcolumbre saiu vitorioso.

Segundo uma fonte do MDB, Renan não tem intenção de colocar seu nome para a CCJ e não há grandes impedimentos para a indicação de Tebet. Essa fonte afirma que a sigla, por ora, vai acalmar os ânimos após a derrota de Renan, mas não descarta sobressaltos durante votações importantes mais à frente.

De acordo com Alcolumbre, a Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), outro colegiado estratégico na Casa, ficará a cargo do PSD, que deve indicar o senador Omar Aziz (AM).

Caberá ao MDB, também, a indicação de um quadro para a presidência da Comissão Mista de Orçamento (CMO), responsável pela aprovação de leis orçamentárias e matérias relacionadas.