PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Petrobras começa a produzir na P-77, sétima FPSO a iniciar operação em 12 meses

19/03/2019 17h49

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A Petrobras iniciou nesta terça-feira a produção de petróleo e gás natural da P-77, quarta plataforma a entrar em operação no importante campo de Búzios, pré-sal da Bacia de Santos, informou a companhia em comunicado.

A unidade tem capacidade para processar diariamente até 150 mil barris de petróleo e comprimir até 6 milhões de metros cúbicos de gás natural.

Segundo a Petrobras, a P-77 está a cerca de 200 km da costa do Estado do Rio de Janeiro, em profundidade de água de 1.980 metros. "O projeto prevê sua interligação a nove poços produtores e oito poços injetores", informou.

Principal campo sob o chamado contrato da cessão onerosa, Búzios foi descoberto em 2010 e teve seu início de produção em abril do ano passado.

RECORDE DE PLATAFORMAS

Com a entrada da P-77, a Petrobras foi a primeira empresa do setor de petróleo e gás no mundo a iniciar operação em sete plataformas do tipo FPSO (flutuante de produção, armazenamento e transferência de petróleo) em apenas 12 meses, segundo um levantamento da própria companhia.

Neste ano, já entraram em operação três das quatro plataformas programadas no atual plano de negócios e gestão da empresa.

Em fevereiro, a empresa colocou em operação a P-76, também no campo de Búzios, e a P-67, anteriormente programada para 2018, no campo de Lula, gigante produtor também do pré-sal da Bacia de Santos.

Ainda está programada para este ano a operação da plataforma P-68, no campo de Berbigão, também em Santos.

Com a entrada das novas plataformas, a produção média de petróleo da Petrobras no Brasil deverá atingir 2,3 milhões de barris por dia (bpd) em 2019, segundo o atual plano de negócios e gestão da companhia, ante extração de 2,035 milhões de bpd no ano passado.

(Por Marta Nogueira)