PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Pedido e ordem de prisão de Temer foram feitos antes de atrito entre Moro e Maia

21/03/2019 17h30

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O pedido de prisão do ex-presidente Michel Temer e sua aceitação pelo juiz federal Marcelo Bretas aconteceram antes do atrito entre o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, e o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse nesta quinta-feira o coordenador da Lava Jato no Rio de Janeiro, procurador da República Eduardo El Hage.

O procurador afirmou que o Ministério Público Federal pediu a prisão de Temer na última sexta-feira e a ordem de prisão foi dada por Bretas na terça-feira, antes portanto, segundo ele, do entrevero entre Moro e Maia a respeito da tramitação no Congresso do pacote anticrime proposto pelo ministro da Justiça.

El Hage disse ainda em entrevista coletiva sobre a operação Descontaminação, que prendeu Temer nesta quinta, que seria estranho se o ex-presidente não tivesse sido preso e que a detenção de Temer aconteceu em razão, nas palavras do procurador, dos vários crimes que ele cometeu ao longo da vida.

(Reportagem de Rodrigo Viga Gaier)