PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

China vai se abrir ainda mais ao investimento estrangeiro, garante premiê a executivos globais

26/03/2019 08h20

PEQUIM (Reuters) - O primeiro-ministro da China, Li Keqiang, reafirmou a promessa de Pequim de ter mais abertura para investimentos estrangeiros em uma reunião com executivos de empresas globais, e procurou garantir que os direitos das empresas estrangeiras serão protegidos.

A China está empenhada em fornecer aos investidores e empresas estrangeiros um ambiente de negócios mais aberto e transparente, juntamente com garantias de proteção dos direitos de propriedade intelectual e sem transferência forçada de tecnologia, disse Li aos executivos do Fórum de Desenvolvimento da China.

Executivos da Daimler , da IBM , da BMW , da Pfizer e da Rio Tinto reuniram-se com Li no encerramento do fórum de três dias, de acordo com um comunicado publicado do site do governo na segunda-feira.

O primeiro-ministro também respondeu a perguntas sobre as relações comerciais entre os Estados Unidos e a China, mas não deu detalhes.

A equipe comercial dos EUA diz que os dois países estão nos estágios finais de negociação do que seria o maior acordo de política econômica com a China em décadas.

O representante de Comércio dos EUA, Robert Lighthizer, e o secretário do Tesouro, Steven Mnuchin, vão a Pequim nesta semana para tentar acelerar as negociações com o vice-primeiro-ministro chinês, Liu He, enquanto Liu deve viajar a Washington para outra rodada de negociações no início de abril.

"A China incentiva o desenvolvimento de novas tecnologias e indústrias para criar espaço para inovação e desenvolvimento", disse Li aos executivos globais.

O primeiro-ministro também procurou garantir aos executivos que a China será capaz de resistir à pressão sobre sua economia.