IPCA
0.11 Ago.2019
Topo

Setor público consolidado tem déficit primário de R$14,9 bi em fevereiro, melhor para o mês desde 2015

29/03/2019 10h36

BRASÍLIA (Reuters) - O setor público consolidado brasileiro teve déficit primário de 14,931 bilhões de reais em fevereiro, melhor dado para o mês desde 2015, ajudado pela performance positiva de Estados e municípios no período.

Em fevereiro de 2018, o rombo havia sido de 17,414 bilhões de reais, enquanto que em 2015 foi de 2,3 bilhões de reais,

Principal responsável pelo déficit, o governo central (governo federal, BC e Previdência) ficou no vermelho em 20,612 bilhões de reais em fevereiro, numa piora sobre o déficit de 19,005 bilhões de reais ocorrido um ano antes.

Enquanto isso, Estados e municípios apresentaram um superávit primário de 4,850 bilhões de reais, mais que o dobro do registrado em fevereiro de 2018 de 2,030 bilhões de reais.

As empresas estatais, por sua vez, tiveram um superávit de 832 milhões de reais no período, frente a um déficit de 438 milhões de reais no mesmo mês do ano passado.

No primeiro bimestre, o desempenho do setor público consolidado melhorou a um superávit de 31,967 bilhões de reais, sobre 29,527 bilhões de reais de igual etapa em 2018.

Em 12 meses, o déficit primário alcançou 105,818 bilhões de reais, equivalente a 1,54 por cento do Produto Interno Bruto (PIB). Para o ano, a meta é de um rombo primário de 132 bilhões de reais, sexto resultado consecutivo no vermelho.

DÍVIDA

Em fevereiro, a dívida pública bruta teve ligeira alta a 77,4 por cento do PIB, sobre 77,3 por cento em janeiro.

Já a dívida líquida permaneceu no mesmo patamar de 54,4 por cento do PIB, informou o BC.

(Por Marcela Ayres)

Mais Economia