PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

Guedes diz que vazamento de conversas de Moro visa a atrapalhar reforma da Previdência

10/06/2019 19h59

10 Jun (Reuters) - O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse nesta segunda-feira que eventos como o vazamento de conversas do ministro da Justiça, Sergio Moro, visam a atrapalhar a reforma da Previdência, como o ocorrido em 2017 com o então presidente Michel Temer.

Segundo Guedes, "toda hora" há tentativas de paralisar a "marcha dos eventos" relacionados a reformas estruturais.

O ministro citou as gravações de áudios de Temer, em maio de 2017, e informações publicadas na imprensa neste ano sobre movimentações financeiras atípicas de Fabrício Queiroz, ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), filho do presidente da República.

"Só os senhores têm capacidade para examinar o mérito, mas não é coincidência que estoure essa bombinha toda hora. Cada hora estoura uma, vendo se paralisa a marcha dos eventos", disse Guedes em sessão ordinária do Conselho Pleno da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

O site Intercept Brasil publicou no domingo uma série de reportagens com base em o que diz ser arquivos recebidos de uma fonte anônima mostrando suposta colaboração entre o então juiz Sergio Moro, hoje ministro da Justiça e Segurança Pública, e o coordenador da operação Lava Jato no Ministério Público Federal, Deltan Dallagnol.

A OAB sugeriu o afastamento dos envolvidos.

Vazamentos sugerem que Moro orientou investigações da Lava Jato

UOL Notícias
PUBLICIDADE