PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Ibovespa avança seguindo recuperação de Wall Street

28/08/2019 17h07

SÃO PAULO (Reuters) - O Ibovespa encerrou a sessão desta quarta-feira no azul puxado por Itaú e JBS, após início ruim, em linha com mercados de Wall Street, que se recuperavam após fortes quedas nos últimos dias.

O Ibovespa subiu 0,94%, a 98.193,53 pontos. O volume financeiro da sessão somou 13,8 bilhões de reais.

Com poucas novidades do noticiário econômico e político, o mercado foi guiado pela recuperação dos índices norte-americanos após perdas nas últimas sessões. O S&P 500 avançou 0,65%, apesar de ainda estar perdendo cerca de 3% em agosto.

"Por vezes, a ausência de alavancas negativas é até boa, pois tira a pressão negativa", afirmou a Levante Investimentos em relatório.

"Enquanto ninguém está convicto de qual será o impacto da guerra comercial (EUA-China), o tamanho da desaceleração de cada país, nem qual será a próxima polêmica de Trump, os mercados ficam vagando sem direção até a próxima notícia bombástica".

No front corporativo, a BRF disse que a empresa está pronta para ampliar a produção de carne suína conforme o surto de peste suína africana gera forte demanda por importações da proteína da China. E a JBS anunciou que sua controlada Pilgrim's Pride vai comprar a líder na produção de carne suína e alimentos preparados no Reino Unido.

DESTAQUES

- JBS subiu 3,02%, com a controlada Pilgrim's Pride assinando contrato para comprar a Tulip Company, em uma transação avaliando a empresa britânica em aproximadamente 354 milhões de dólares.

- BRF subiu 2,84%, conforme seguem expectativas favoráveis sobre a demanda de proteínas em razão do surto de febre suína africana na China.

- ITAÚ UNIBANCO PN avançou 1,13%. No setor, SANTANDER BR UNIT subiu 1,67% e BRADESCO PN recuou 0,59%.

- B2W ganhou 7,45%, diante da perspectiva de capitalização da empresa. O UBS elevou a recomendação do papel nesta semana para compra, subindo o preço-alvo de 39 reais a 56 reais.

- PETROBRAS PN avançou 1,03%, encontrando suporte na alta dos preços do petróleo no mercado internacional.

- CEMIG PN perdeu 3,04%, entre as maiores quedas do dia, em meio a incertezas sobre a privatização da elétrica. Em São Paulo, o governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), disse que a privatização da companhia e de outras empresas controladas pelo Estado devem ficar para o segundo semestre de 2020 ou para 2021, publicou o jornal O Estado de S. Paulo.

- BRASKEM teve alta de 6,43%, entre as maiores altas, após fechar na mínima desde dezembro de 2016, com a perda acumulada em agosto até então alcançando mais de 20%.

- ELETROBRAS PNB subiu 2,29%. O ministro de Minas e Energia disse que o governo ainda conversa com o Legislativo sobre o melhor momento para o envio ao Congresso do modelo de capitalização da companhia.

- VALE ganhou 0,37%, apesar da queda dos preços do minério de ferro na China, onde futuros da commodity atingiram o menor nível em dois meses e meio.

(Por Peter Frontini)