IPCA
0,1 Out.2019
Topo

Preços da gasolina nos EUA sobem após ataques sobre instalações sauditas

9.abr.2019 - Criança abastece carro em posto de combustível em Los Angeles, nos Estados Unidos - Frederic J. Brown - 9.abr.2019/AFP
9.abr.2019 - Criança abastece carro em posto de combustível em Los Angeles, nos Estados Unidos Imagem: Frederic J. Brown - 9.abr.2019/AFP

Scott DiSavino

17/09/2019 10h19

Os preços da gasolina nos Estados Unidos subiram nesta terça-feira, após os futuros do petróleo terem disparado quase 15% na véspera, na sequência de um ataque no fim de semana sobre instalações de petróleo sauditas, segundo relatório da Associação Automobilística Americana (AAA).

O preço médio da gasolina no país subiu 3 centavos de dólar, para 2,59 dólares por galão nesta terça-feira, disse a AAA em seu site. Na segunda-feira, a associação apontava um preço de 2,56 dólares.

No fim de semana, drones atacaram instalações de petróleo da Arábia Saudita, o que tirou do mercado 5,7 milhões de barris por dia em petróleo, ou 6% da oferta global.

"Os norte-americanos podem esperar um início de aumento dos preços locais nas bombas nesta semana. A alta pode acabar sendo de até um quatro por galão ao longo do mês", disse Jeanette Casselano, porta-voz da AAA.

"Se isso é uma tendência de curto ou longo prazo é algo que será determinado pelos preços do petróleo e por quão rapidamente as instalações na Arábia Saudita poderão se recuperar e voltar à operação."

O maior impacto sobre os preços nas bombas deve ser sentido na Costa Oeste, que responde por quase metade das importações de petróleo dos EUA junto aos sauditas.

Na Califórnia, os preços médios subiram 2 centavos de dólar, para 3,65 dólares por galão nesta terça-feira, de 3,63 dólares na segunda-feira, disse a AAA.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Economia