IPCA
0,1 Out.2019
Topo

Mercado de café registra poucas vendas no Brasil em outubro, diz Cepea

8.jul.2015 - Fotografia macro de grãos de café em loja de Nairóbi, no Quênia - Noor Khamis/Reuters
8.jul.2015 - Fotografia macro de grãos de café em loja de Nairóbi, no Quênia
Imagem: Noor Khamis/Reuters

Da Reuters, em São Paulo

22/10/2019 18h42

As negociações envolvendo o café arábica no mercado brasileiro tiveram lentidão em outubro, reflexo da forte retração vendedora, em meio a preocupações quanto ao clima no país para a próxima safra, avaliou nesta terça-feira o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea).

Após a abertura das floradas em meados de setembro, muitos cafeicultores se mostraram apreensivos com as altas temperaturas e poucas chuvas registradas nas semanas seguintes, disse o centro de estudos da Esalq/USP em relatório.

"Nas regiões da Mogiana (SP), Zona da Mata (MG), Sul e Cerrado Mineiro, mais precipitações são essenciais para o pegamento das flores", ressaltou a análise do Cepea.

As floradas determinarão o tamanho da próxima safra, que será a de alta do ciclo bianual do arábica no Brasil, maior produtor e exportador global.

"A continuidade das precipitações, entretanto, ainda é necessária para o bom desenvolvimento dos chumbinhos (de café)."

Com produtores afastados do mercado, o volume total comercializado da safra 2019/20 segue baixo em outubro, tendo pouca variação em relação ao mês anterior, disse o Cepea.

Na Zona da Mata, cerca de 50% a 65% dos grãos também já foram adquiridos, acrescentou o órgão, que apontou a comercialização entre 40% e 60% do total da safra 2019/20 na Mogiana, Sul e Cerrado Mineiro.

Na área de café robusta, produtores também estão atentos ao clima. A maior parte das flores da safra 2020/21 já teve o pegamento no Espírito Santo e em Rondônia e, agora, os cafezais estão em fase de desenvolvimento do chumbinho.

Com produtores afastados do mercado, o volume comercializado de robusta em outubro não apresentou variação em relação a setembro.

No Espírito Santo, segundo o Cepea, a quantidade de café da safra 2019/20 vendida até o dia 18 deste mês segue entre 40% e 55% do total. Em Rondônia, entre 70% e 80% foi negociado.

Veja mais economia de um jeito fácil de entender: @uoleconomia no Instagram.

Ouça os podcasts Mídia e Marketing, sobre propaganda e criação, e UOL Líderes, com CEOs de empresas.

Mais podcasts do UOL em uol.com.br/podcasts, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts e outras plataformas.

Brasil é o maior exportador de café do mundo

Band Notí­cias

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Economia