PUBLICIDADE
IPCA
-0,38 Mai.2020
Topo

Reforma administrativa fica para próxima semana, dizem fontes

06/11/2019 17h11

BRASÍLIA (Reuters) - A proposta de reforma administrativa do governo Jair Bolsonaro será apresentada na próxima semana, em meio a preparativos ainda não finalizados para o anúncio das medidas, num adiamento ante perspectiva de que isso fosse ocorrer já nesta semana.

Segundo duas fontes ouvidas pela Reuters, o martelo ainda não está batido, mas a ideia é que a apresentação ocorra na próxima terça ou quarta-feira.

Na última segunda-feira, o próprio secretário especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital, Paulo Uebel, que comanda o time responsável pela estruturação da proposta, chegou a afirmar que a divulgação seria feita até o fim desta semana.

A reforma administrativa será enviada à Câmara dos Deputados, ao contrário do que ocorreu com as três propostas de emenda à Constituição (PECs) encaminhadas na véspera ao Senado, para que fossem protocoladas por senadores e iniciassem sua tramitação na Casa.

Na terça-feira, o ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que as carreiras no serviço público serão reduzidas para 20 a 30, ante mais de 300 atualmente. Ele também confirmou que a proposta exigirá um tempo maior para que o servidor tenha estabilidade no cargo. As mudanças valerão apenas para os novos concursados.

Guedes avaliou que, à luz do desequilíbrio fiscal, algumas características do serviço público são privilégios.

"Estamos reconhecendo como direitos adquiridos lá de trás, mas queremos mudar essa mentalidade para frente", afirmou.

(Por Marcela Ayres)

Economia