PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

Ministro russo diz que Opep+ pode considerar alívio em cortes de produção em março

23/12/2019 09h05

MOSCOU (Reuters) - A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) e seus aliados podem considerar aliviar seus cortes de produção de petróleo quando se reunirem em março, disse o ministro de Energia da Rússia, Alexander Novak, em entrevista transmitida nesta segunda-feira.

A Opep e outros produtores, incluindo a Rússia, um grupo conhecido como Opep+, decidiu neste mês prorrogar seu acordo para restrição de oferta até o final de março, aprofundando os cortes para equilibrar o mercado de petróleo.

Ficou agendada uma nova reunião no início de março para discutir a política de oferta.

"Nós podemos considerar qualquer opção, incluindo um gradual alívio nas cotas (de produção), incluindo a continuidade do acordo", disse Novak à RBC TV da Rússia, em entrevista gravada na semana passada.

"Tudo dependerá de como a situação se desenvolverá em março e das projeções para os próximos trimestres... no momento, a situação é mais ou menos estável no mercado."

Novak disse que a cooperação com a Opep vai continuar enquanto "for efetiva e trouxer resultados, até quando o mercado exigir".

Ele afirmou que a produção de petróleo da Rússia em 2019 deve atingir recorde de 11,25 milhões de barris por dia, ou 560 milhões de toneladas. Em 2018, a produção russa havia tido recorde na era pós-soviética, de 11,16 milhões de barris por dia, ou 555,8 milhões de toneladas.

(Por Vladimir Soldatkin)

PUBLICIDADE