PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Acordo comercial entre EUA e China não mudou na tradução, diz Mnuchin

David Lawder

12/01/2020 15h38

Os compromissos da China na primeira fase do acordo comercial com os Estados Unidos não foram modificados durante um longo processo de tradução e serão divulgados esta semana, quando o documento for assinado em Washington, disse o secretário do Tesouro norte-americano, Steven Mnuchin, neste domingo.

Mnuchin afirmou à emissora Fox News que o acordo fechado em 13 de dezembro ainda exige que a China compre entre US$ 40 bilhões e US$ 50 bilhões de produtos agrícolas dos EUA anualmente e um total de US$ 200 bilhões de bens norte-americanos como um todo ao longo de dois anos.

"Não foi modificado na tradução. Eu não sei como esse boato começou", disse Mnuchin ao programa "Sunday Morning Futures with Maria Bartiromo".

"Temos realizado um processo de tradução que acho que dissemos ser, na verdade, uma questão técnica", disse Mnuchin. "E a linguagem será divulgada esta semana. Então eu acho que, no dia da assinatura, vamos divulgar a versão em inglês".

"E as pessoas podem ver. É um acordo muito, muito extenso", acrescentou.

Autoridades da Casa Branca haviam dito na sexta-feira que o texto final em chinês ainda não havia sido completo, por mais que convites tenham sido enviados para mais de 200 pessoas para o evento de assinatura da fase um do acordo, em 15 de janeiro, na Casa Branca.

Questionado se ainda espera que a China compre de US$ 40 bilhões a US$ 50 bilhões de dólares de produtos agrícolas dos EUA, segundo o acordo, Mnuchin disse: "Sim. Deixe-me dizer, são US$ 200 bilhões em produtos adicionais no geral ao longo de dois anos e, especificamente, de US$ 40 bilhões a US$ 50 bilhões em agricultura".