PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

ANM amplia prazo de alerta com barragens por chuvas em MG até 10 de fevereiro

Em Minas Gerais, as intensas chuvas nos últimos dias já levaram à morte de mais de 50 pessoas - Divulgação Polícia Civil MG
Em Minas Gerais, as intensas chuvas nos últimos dias já levaram à morte de mais de 50 pessoas Imagem: Divulgação Polícia Civil MG

31/01/2020 18h50

A Agência Nacional de Mineração (ANM) informou nesta sexta-feira que a previsão de mais chuvas intensas na região metropolitana de Belo Horizonte (MG) e no sudeste do Estado mineiro exige que mineradoras mantenham monitoramento diário das condições de barragens de mineração até 10 de fevereiro.

As companhias também deverão manter atenção especial às tomadas d'água dos vertedouros, para garantir a capacidade de escoamento de acordo com o projeto, destacou a agência.

Essa é a segunda vez em que a reguladora estendeu o prazo para que as empresas que possuem barragens de mineração permaneçam em estado de alerta. O pedido de monitoramento reforçado teve início em 23 de janeiro.

Em Minas Gerais, as intensas chuvas nos últimos dias já levaram à morte de mais de 50 pessoas.

No último fim de semana, a Vale chegou a elevar o nível de alerta da Barragem Sul Inferior, da Mina Gongo Soco, em Barão de Cocais (MG), citando as fortes chuvas na região.

Em caso de qualquer situação de anormalidade, a ANM frisou que as empresas deverão acionar seus Planos de Ação de Emergência para Barragens de Mineração (PAEBM) e informar de imediato o Sistema Integrado de Gestão de Segurança de Barragens (SIGBM).