PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Petrobras inicia fase vinculante para mais 3 refinarias; venderá eólicas

31/01/2020 09h14

Por Roberto Samora

SÃO PAULO (Reuters) - A Petrobras informou nesta sexta-feira que iniciou fase vinculante para a venda das refinarias Reman, no Amazonas, Lubnor, no Ceará, e SIX, no Paraná, e também planos de vender usinas eólicas no Nordeste.

O desinvestimento no refino, que faz parte do plano da empresa de vender cerca de metade de sua capacidade no setor, inclui ativos logísticos de cada unidade.

A empresa espera levantar vários bilhões de dólares com os ativos de refino, que compõem a parte mais importante do plano de desinvestimento de cinco anos estimado em até 30 bilhões de dólares.

No início de janeiro, o presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, havia dito que a empresa esperava receber propostas pelas três refinarias em alguns dias.

Com o processo anunciado nesta sexta-feira, agora todas as oito refinarias que serão vendidas estão em fase vinculante, conforme comunicados anteriores divulgados pela Petrobras.

Sobre Reman, Lubnor e SIX, refinarias com capacidade produtiva não tão grande em relação às outras que serão vendidas, a Petrobras disse que agora os potenciais compradores classificados para a fase vinculante receberão carta-convite com instruções detalhadas sobre o processo, incluindo orientações para a realização de due diligence e para o envio das propostas.

A Reman, localizada em Manaus, possui capacidade de processamento de 46 mil barris/dia, e os ativos incluem um terminal de armazenamento.

A Lubnor, em Fortaleza, é capaz de processar 8 mil barris/dia, sendo uma das líderes nacionais em produção de asfalto e a única no país a produzir lubrificantes naftênicos.

Já a SIX, localizada em São Mateus do Sul, no Paraná, possui capacidade instalada de 6 mil barris/dia e seus ativos incluem uma mina em uma das maiores reservas de xisto betuminoso do mundo e uma planta de processamento de xisto.

A fase vinculante para a venda de quatro importantes refinarias —Rnest, em Pernambuco, Rlam, na Bahia, Repar, no Paraná, e Refap, no Rio Grande do Sul— foi anunciada em novembro do ano passado.

Em dezembro, foi a vez do início da fase vinculante da Refinaria Gabriel Passos (Regap), em Betim (MG).

EÓLICAS

Em um momento em que vende ativos para reduzir o endividamento e concentrar investimentos na exploração e produção de petróleo no pré-sal, a Petrobras anunciou também nesta sexta-feira que iniciou o processo de venda da totalidade de suas participações acionárias nas empresas Eólica Mangue Seco 1 e Eólica Mangue Seco 2, proprietárias de usinas de geração de energia eólica.

Na Mangue Seco 1, a Petrobras e a Alubar Energia S.A possuem, respectivamente, 49% e 51% de participação, segundo o comunicado. Na Mangue Seco 2, a Petrobras e a Eletrobras possuem, respectivamente, 51% e 49% de participação.

As eólicas Mangue Seco 1 e 2 estão localizadas em Guamaré, no Estado do Rio Grande do Norte, e fazem parte de um complexo de quatro parques com capacidade instalada total de 104 MW.