PUBLICIDADE
IPCA
0,25 Fev.2020
Topo

Fed analisa bem mais do que preços de mercado para definir política monetária, diz Clarida

21/02/2020 16h56

Por Howard Schneider

NOVA YORK (Reuters) - O Federal Reserve (Fed, banco central dos Estados Unidos) presta atenção aos sinais do mercado financeiro quanto à direção que a política monetária deve seguir, afirmou o vice-presidente do Fed, Richard Clarida, nesta sexta-feira, mas pode descontá-los se entrarem em conflito com o que famílias, economistas e empresas dizem que esperam ou com o que os modelos matemáticos sugerem ser provável.

"Meus colegas e eu analisamos a evolução do mercado de ativos, mas nunca isoladamente e sempre no contexto de equilibrar os sinais do mercado de ativos com sinais complementares de pesquisas e modelos econométricos", afirmou Clarida em comentários preparados para serem feitos no fórum anual de política monetária do MBA em negócios da Universidade de Chicago.

Os comentários de Clarida vêm num momento em que os contratos futuros estão precificando dois cortes de juros pelo Fed este ano, apesar de economistas da pesquisa mais recente da Reuters enxergarem os juros estáveis até o final de 2021.

A maioria dos membros do Fed, que usam uma variedade de modelos para chegarem à sua própria estimativa, também vê estabilidade nas taxas por algum tempo.

"É justo dizer que quando os sinais das três fontes se alinham na mesma direção... o efeito desses sinais combinados, pelo menos no meu pensamento sobre política monetária, é mais material do que quando os sinais fornecem interpretações conflitantes", afirmou Clarida.

(Reportagem de Ann Saphir)

Economia