PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Preços do petróleo caem 7% após Trump surpreender com restrição a viagens

12/03/2020 18h19

Por Devika Krishna Kumar

NOVA YORK (Reuters) - O preço do petróleo Brent recuou 7% nesta quinta-feira, depois de o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, restringir viagens da Europa para o país como parte das medidas para evitar a disseminação do coronavírus, que foi descrito pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como uma pandemia.

Uma onda de oferta barata chegando ao mercado, proveniente da Arábia Saudita e dos Emirados Árabes Unidos, também ajudou a pressionar as cotações. Os produtores árabes do Golfo Pérsico estão elevando bombeamento para entrar na ofensiva em uma guerra de preços com a Rússia.

O petróleo Brent fechou em queda de 2,57 dólares, ou 7,2%, a 33,22 dólares por barril, enquanto o petróleo dos EUA recuou 1,48 dólar, ou 4,5%, para 31,50 dólares o barril.

Depois de Trump anunciar as restrições às viagens, os índices acionários globais despencaram nesta quinta-feira.

Os preços recuperaram perdas brevemente, depois de o Federal Reserve de Nova York anunciar que aumentaria as compras de Treasuries e introduziria novas operações compromissadas, mas o leve respiro teve vida curta nos mercados.

"A carnificina no mercado global continua, à medida que Wall Street enfrenta dificuldades para compreender por quanto tempo a pandemia global afetará viagens, comércio e a vida cotidiana", disse Edward Moya, analista sênior de mercado da OANDA em Nova York.

(Reportagem adicional de Bozorgmehr Sharafedin, em Londres, e Aaron Sheldrick, em Tóquio)