PUBLICIDADE
IPCA
-0,31 Abr.2020
Topo

Tesla colocará trabalhadores de licença, cortará salários em razão do Covid-19

08/04/2020 09h42

Por Tina Bellon

(Reuters) - A Tesla Inc. disse aos funcionários na terça-feira que irá colocar de licença todos os trabalhadores não essenciais e implementaria cortes de salário durante o fechamento de suas instalações de produção nos EUA devido à pandemia de coronavírus.

A Tesla disse que planeja retomar as operações normais em 4 de maio, exceto alterações significativas, de acordo com um email enviado aos funcionários dos EUA pela consultora interna Valerie Capers Workman, visto pela Reuters.

A empresa, que suspendeu a produção das unidades de veículos na área da baía de São Francisco e de telhas solares de Nova York em 24 de março, disse por email que as decisões fazem parte de um esforço mais amplo para gerenciar custos e alcançar planos de longo prazo.

A Tesla não respondeu imediatamente a um pedido de comentário.

O pagamento dos funcionários assalariados da Tesla será reduzido a partir de 13 de abril e os cortes permanecerão em vigor até o final do segundo trimestre, informou o email.

Nos Estados Unidos, a remuneração dos trabalhadores será reduzida em 10%, os salários dos diretores em 20% e os salários dos vice-presidentes em 30%. Reduções comparáveis ??serão implementadas no exterior.

Os funcionários que não puderem trabalhar em casa e não tiverem sido designados para fábricas críticas no local de trabalho serão colocados de licença, com os trabalhadores mantendo seus benefícios de saúde até a produção recomeçar, informou o email.

A única fábrica de automóveis americana da Tesla emprega mais de 10.000 trabalhadores, com produção anualizada de pouco mais de 415.000 unidades até o final de dezembro de 2019.

A Tesla disse em 20 de março que acreditava ter liquidez suficiente para navegar com sucesso pelo longo período de incerteza, com cerca de 6,3 bilhões de dólares em caixa no final do terceiro trimestre.

Economia