PUBLICIDADE
IPCA
0,26 Jun.2020
Topo

Ibovespa oscila sem viés definido com cena corporativa e exterior no radar

11/05/2020 11h45

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - O Ibovespa mostrava volatilidade na primeira etapa dos negócios nesta segunda-feira, em meio a um ambiente negativo no exterior e tombo de mais de 15% das ações do IRB, que contrabalançavam a alta das ações de bancos de varejo e salto de BRF após resultado trimestral considerado forte.

Às 11:30, o Ibovespa caía 0,4%, a 79.938,95 pontos. O volume financeiro somava 5,45 bilhões de reais.

Apesar da alta, o fôlego era atenuado pelo viés negativo em praças acionárias no exterior, onde pesavam preocupações sobre uma segunda onda de contaminação pelo Covid-19, com muitas regiões começando a reabrir suas economias. Nos Estados Unidos, o S&P 500 cedia 0,5%.

Na visão do Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos do Bradesco, a reabertura econômica em vários países mantém mercados no campo positivo, mas novos casos de Covid-19 na China e Coreia do Sul impõem cautela.

"Investidores temem que a recuperação esperada da economia global possa ocorrer de forma mais gradual", observou.

DESTAQUES

- BRF ON avançava 13,2%, após reduzir prejuízo líquido no primeiro trimestre de 2020 para 38 milhões de reais, comparado a uma perda de 1 bilhão de reais no mesmo período do ano passado, graças a um aumento no volume e no valor das vendas. No setor, MARFRIG ON tinha alta de 5,7%, MINERVA ON subia 4,1% e JBS ON ganhava 1,2%, com ajuda ainda do movimento no câmbio.

- BANCO DO BRASIL ON tinha alta de 1,5% e puxava a valorização dos bancos no Ibovespa, com BRADESCO PN subindo 1,2% e ITAÚ UNIBANCO PN ganhando 1,6%.

- VALE ON cedia 0,9%, acompanhando movimento de papéis de mineração e siderurgia na Europa, assim como outras companhias no setor no Brasil, como CSN ON, em baixa de 3,5%.

- PETROBRAS PN avançava 0,4%, tendo de pano de fundo direção divergente dos contratos futuros de petróleo no mercado internacional. A petrolífera disse nesta segunda-feira que identificou 208 metros de reservatórios com óleo em um poço ao sudeste do campo de Búzios, no pré-sal da Bacia de Santos, além de ter registrado nova descoberta também no campo de Albacora, na Bacia de Campos.

- IRB BRASIL RE despencava 14,8%, após comunicar que o órgão regulador do setor de seguros privados Susep decidiu instaurar Fiscalização Especial na companhia por esta apresentar insuficiência na composição dos ativos garantidores de provisões técnicas e, consequentemente, da liquidez regulatória. O IRB disse estar empenhado para solucionar a questão, com a maior brevidade possível.

- AZUL PN caía 5,7%, após dados de abril sobre tráfego mostrarem um tombo de 90% na demanda, refletindo efeitos e medidas da pandemia de Covid-19. No setor de viagens, um dos mais afetados pelo coronavírus, GOL PN recuava 5,45% e CVC ON perdia 8%. A alta do dólar em relação ao real, após trégua na sexta-feira, era mais um componente negativo para as ações.

Economia