PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Sabesp tem prejuízo de R$658 mi no 1º tri com efeito de câmbio e provisões

15/05/2020 08h50

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - A Sabesp teve prejuízo líquido de 657,9 milhões de reais no primeiro trimestre, revertendo lucro de 647 milhões apurado um ano antes, afetado por aumento de despesas financeiras decorrente da valorização do dólar frente ao real e aumento de provisões em meio à pandemia do Covid-19.

De acordo com dados divulgados na Comissão de Valores Mobiliários (CVM) no final da noite de quinta-feira, a companhia de saneamento básico do Estado de São Paulo teve despesas com variações cambiais sobre empréstimos e financiamentos com acréscimo de 1,796 bilhão de reais no período.

O resultado financeiro ficou negativo em 1,98 bilhão de reais, um salto em relação ao desempenho negativo de 150,5 milhões no primeiro trimestre de 2020.

"Além do efeito sobre as despesas financeiras, houve um impacto na estimativa de perdas com créditos de liquidação duvidosa, no montante de 149,7 milhões de reais", afirmou a empresa no balanço, citando expectativa de aumento nas perdas futuras, gerada pela instabilidade econômica agravada pelo novo coronavírus.

A companhia também afirmou que a operação no município de Santo André, iniciada em agosto de 2019, trouxe um aumento de 80,1 milhões de reais na receita operacional bruta e de 65 milhões de reais nas despesas primeiro trimestre ano a ano.

No período de janeiro a março, a receita operacional líquida da Sabesp somou 4,042 bilhões de reais, alta de 4,2% em relação ao mesmo período do ano anterior, enquanto os custos, despesas administrativas e comerciais e custos de construção subiram 10,9%, para 3,046 bilhões de reais.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado caiu 3,9%, para 1,484 bilhão de reais, com a margem caindo a 36,7%, de 39,8% um ano antes.

O volume faturado de água e esgoto alcançou 997,9 milhões de metros cúbicos nos primeiros três meses de 2020, uma alta de 2,6% frente ao mesmo intervalo de 2019.

A Sabesp disse que encerrou o primeiro trimestre com 2,323 bilhões de reais em caixa e equivalentes de caixa, de 2,253 bilhões no final de 2019.

Em fato relevante separado, a companhia disse que Agência Reguladora de Saneamento e Energia do Estado de São Paulo (Arsesp) divulgou abertura de consulta pública para a definição da metodologia a ser utilizada na terceira revisão tarifária ordinária da Sabesp.

Também abriu consulta pública referente à determinação do Custo Médio Moderado de Capital (WACC) para a revisão. Os interessados poderão enviar suas contribuições entre 15 de maio e 3 de julho de 2020.