PUBLICIDADE
IPCA
0,26 Jun.2020
Topo

BC russo diz que está preparado para forte corte de juros

22/05/2020 11h20

MOSCOU (Reuters) - O banco central da Rússia está pronto para um corte de juros em junho para combater a contração econômica, mas não está considerando reduzi-los abaixo da inflação, disse nesta sexta-feira a presidente do banco central do país, Elvira Nabiullina.

A flexibilização monetária na Rússia levou os preços dos títulos do governo, populares entre os investidores estrangeiros, a registrar máximas recordes em meio às expectativas de que o banco central reduzirá o custo dos empréstimos diante da pandemia de Covid-19.

"A opção de baixar a taxa de referência em 1 ponto percentual em junho está em cima da mesa, mas essa probabilidade ainda está abaixo de 100%", disse Nabiullina em uma entrevista coletiva online.

O banco central reduziu sua taxa básica de juros para 5,5% em abril e prometeu cortar os juros ainda mais, mudando para uma política monetária expansionista já que a economia deve cair até 6% este ano, prejudicada pelas restrições destinadas a limitar o surto de coronavírus.

No segundo trimestre, a economia pode contrair mais de 8% em relação ao ano anterior, disse Nabiullina, mas a diretoria do banco russo não vê necessidade de baixar os juros para menos de zero, abaixo da inflação anual.

Nabiullina também disse que não há planos de alterar substancialmente as atuais regras fiscais , uma ferramenta que protege a Rússia das flutuações nos preços do petróleo, a principal exportação do país.

Economia