PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Ibovespa recua com Wall Street e pandemia no radar

26/06/2020 12h08

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - O Ibovespa firmava-se em queda nesta sexta-feira, na esteira do viés negativo nas bolsas nos Estados Unidos, que sofriam após o recorde nos casos de Covid-19 e declínio de bancos depois de teste de estresse pelo Federal Reserve.

Às 12:06, o Ibovespa caía 0,91%, a 95.110,28 pontos, avançando para encerrar uma semana de sobe e desce em terreno negativo. Na sessão, o volume financeiro era de 8,2 bilhões de reais.

Nos EUA, foram registrados pelo menos 39,8 mil novos casos do novo coronavírus na quinta-feira, o maior aumento diário da pandemia, reforçando preocupações de uma nova onda de infecções em meio à reabertura das atividades econômicas.

Em outras frente, o BC norte-americano decidiu limitar pagamentos de dividendos por bancos, após teste de estresse mostrar que eles enfrentavam expressivas perdas de capital com o tombo da economia por causa da pandemia. Wall Street mostrava o S&P 500 com queda de 2,1%.

"Ainda não há uma direção clara para o mercado. No momento, há uma falta de catalisador para que possamos romper os atuais patamares", observou o BTG Pactual, em nota enviada pela área de gestão do banco.

"Há muita preocupação por parte de alguns investidores...que não será viável, nas condições atuais uma recuperação econômica mais rápida", acrescentou.

DESTAQUES

- BRADESCO PN caía 2%, com o setor bancário como todo sofrendo nesta sessão, na esteira da fraqueza de seus pares norte-americanos. No Brasil, o Banco Central também mostrou que o estoque total de crédito no país subiu 0,3% em maio sobre abril, a 3,596 trilhões de reais, num movimento inteiramente puxado pelos financiamentos a empresas. ITAÚ UNIBANCO PN, que anda trocando farpas com a sócia XP Inc, cedia 0,4%.

- PETROBRAS PN e PETROBRAS ON recuavam 1,7% e 1,4%, respectivamente, acompanhando o movimento dos preços do petróleo no exterior. O Brent caía cerca de 1,2%, com receios de que o aumento nos caso de Covid-19 nos EUA e na China, além de perspectivas de aumento na produção norte-americana, em um momento que os estoques estão em níveis recordes.

- VALE ON tinha variação positiva de 0,14%, em sessão de fraqueza para ações do setor de mineração e siderurgia.

- IRB BRASIL RE avançava 6,2%, após divulgar conclusões de investigações que identificaram irregularidades em informações relacionadas a sua base acionária, notadamente o caso envolvendo a desmentida participação da Berkshire Hathaway na empresa, além de problemas em pagamento de bônus e operações de recompra de ações. A resseguradora afirmou que "os responsáveis primários já identificados por todas estas irregularidades apuradas não integram mais os quadros da companhia" e acrescentou que "tomará as devidas providências legais a fim de se ressarcir de todos os prejuízos que lhe foram causados por condutas irregulares cometidas pelos indivíduos envolvidos".

- CCR ON e ECORODOVIAS ON perdiam 4,2% e 3,3%, respectivamente, em sessão de ajustes após forte avanço na véspera.