PUBLICIDADE
IPCA
1,35% Dez.2020
Topo

Vale diz que está suspensa exigência de garantias de R$7,9 bi por Brumadinho

Pesquisadores da USP usando um radar de penetração no solo para localizar vítimas soterradas pelo rompimento da barragem de Brumadinho - Divulgação/USP/Jorge Porsani
Pesquisadores da USP usando um radar de penetração no solo para localizar vítimas soterradas pelo rompimento da barragem de Brumadinho Imagem: Divulgação/USP/Jorge Porsani

Roberto Samora

Da Reuters, em São Paulo

17/07/2020 11h36

A mineradora Vale informou hoje que, por decisão do desembargador Leite Praça, do Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais, está suspensa a exigência para a companhia prestar garantias de 7,9 bilhões de reais para assegurar eventuais pagamentos de multas pelo desastre de Brumadinho (MG).

Segundo a Vale, o desembargador tornou sem efeito sua decisão anterior, na qual havia negado o efeito suspensivo ao agravo de instrumento interposto pela Vale, tendo em vista que tal requerimento já havia sido oportunamente apreciado, em 10 de junho, pelo desembargador Peixoto Henriques.

"Fica, portanto, suspensa a exigência da Vale prestar garantias de 7,9 bilhões de reais", disse a empresa.

As ações da companhia operavam em alta de 0,77% por volta das 11h30, a 60,58 reais, perto de máxima nominal registrada nesta semana, apoiada na expectativa de retomada de pagamento de dividendos.

Na véspera, a empresa disse que ainda não tem decisão sobre retomada de pagamentos dividendos.